Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Gaivotas

 
 
 
Ali naquela cadeira vazia
eu sentei emocionada
sou uma gaivota apaixonada
 
Olho extasiada o horizonte
e te procuro com sofreguidão
nesta praia da alma em aflição
 
Tu me dizes sempre
palavras ternas com calor
mas nunca me chamas, meu amor
 
E eu olhando a caravela
de sonhos ao longe
fico a imaginar onde te escondes
 
Por que não me queres
eu que te quero tanto
pra mim és todo encanto
 
As gaivotas minhas amigas
ciscam o chão e buscam
delícias que as alimentam
 
Eu busco o teu alimento
o teu amor tão imenso
para o nosso prazer intenso
 
E quando então
deixares o medo de lado,
serás um pouco meu namorado
 
E eu a gaivota mais feliz
desta praia mágica e encantada
me sentirei mulher muito amada
 
Santos, SP
29/03/06
09:48 hs.
Guida Linhares
Enviado por Guida Linhares em 29/03/2006
Reeditado em 11/04/2006
Código do texto: T130760
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Guida Linhares
Santos - São Paulo - Brasil, 70 anos
1939 textos (158361 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:53)
Guida Linhares

Site do Escritor