Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alvorecer

Ah esta manhã saiu correndo de mim,
mal começaram os pássaros seu canto,
distâncias  se aliaram começando o fim
e do meu coração fugiu ouro do manto!

Mal tremeu este dia e luz decidiu partir,
meus sonhos cândidos nem pude sentir,
porque quando o belo dia nasceu correu,
feito gazela jovem que ao mundo se deu!

Debaixo dos céus já pingam tantas luzes,
que muito breve fugirão também velozes,
meu humilde olhar lusco-fusco dormiria,
não fosse a competição do dia que inicia,

e outra vez todas as minhas mãos vazias,
vão tateando o infinito de muitos partires,
para dormirem nas deliciosas  Nostalgias.
Vão-se noites e dias, ficando apenas flores!

Conheço  bem os trajetos reluzentes do sol,
jornadeando enquanto o luar  me persegue,
mas meu amor francês resplandeceu o farol,
para as eternas caminhadas que eu navegue!

Sou as vagas do mar se afundando no chão,
degustando todas promessas conquistadas,
em cujas cristas borbulhará a nossa canção,
e nos dias que tecem e destecem, alvoradas!

SANTOS-SP-30/03/2006
Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 31/03/2006
Código do texto: T131737
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23407 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 18:40)
Inês Marucci