Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

No Cimo

NO CIMO

Do céu dizem-me que há um Deus e muita coisa bela
Que parece que só eu não vejo
Pela simples razão que ele para mim são as estrelas
Desenhadas, escritas em demasiadas línguas, imensos sentidos
Num poema de rima duvidosa
Mais uma maneira de dizer que te queria comigo

No cimo

De um monte há uma bela flor
Que te queria oferecer para te agradar
Mas por muito que eu suba
Temo nunca lá chegar…

No cimo
 
Dum poema encontra-se
Um espaço para a dedicatória
Que deixo demasiadas vezes em branco
Pois de ti raramente tenho memória

No cimo
 
Da glória vive
O paraíso dos vencedores
Que eu não conheço pois apenas a belisco
Pois o seu brilho é um dos meus temores


Pois o máximo triunfo
Assusta-me de morte
Pois tenho medo de perder o norte
Duma vida feita de permanentes tentativas
Em encontrar chão no qual brote
Algo mais que as minhas feridas
Terra bela da qual surgirá a mais linda seara
De quem muito fez por isso
De quem demasiado amara
E continuará a amar
Pois o caminho para a eternidade
Passa por esse perpétuo semear
Por isso para mim haverá para sempre um cimo
No qual encontrarei
Finalmente abrigo
Minha batalha sem fim
Minha guerra de rosas
Que te entregarei um dia
Pois ao fim ao cabo és só tu que importas…

No cimo

Poema protegido pelos Direitos do Autor
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 02/04/2006
Código do texto: T132541

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5077 textos (170316 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:20)
Miguel Patrício Gomes