Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CONQUISTA


Seus olhos são uns sóis
a olhar-me desta maneira,
Ofuscando  meu coração,
 Há!  Não brinques já te peço.
Sinto o perigo  o qual  representas,
 - se chegares mais e, mas perto.

 Meu corpo entra em erupção.
Alerta  a alma  por demasia
O arder da chama  queimando-me  inteira .
És  inverno nesta noite tão  fria.

Mesmo assim,  sem atinar em um refúgio,
 fico a impressionar-me  contemplativa
Como consegues  desta maneira fazer-me enfeitiçar ?
Ao mesmo tempo  eternamente que escraviza.


Vencido o natural encantamento,
Faceiros, conquistadores,  brilhantes,  reluzentes
Não consigo imaginar ficar sem olhar
 Teus olhos eloqüentes.













Morgana Rosa
Enviado por Morgana Rosa em 19/11/2004
Código do texto: T133

Copyright © 2004. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Morgana Rosa
Salvador - Bahia - Brasil
248 textos (11204 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 15:06)
Morgana Rosa