Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TUA

Que queres de mim, senhor de minh'alma?
Como provar-te que o meu amor te pertence?
Por que tuas palavras me invadem e ferem,
Se não ensejo o motivo para proferí-las?

O que preciso fazer para credes no meu amor,
Renúncia é uma palavra que jamais me assustou,
Se este é o problema, faço o que preciso for,
Para não ouvir acusações que ferem minh'alma.

Abro mão de tudo o que te fazes pensar,
Que faz com que eu aja feito uma cortesã.
Só não abro mão de meu amor por ti,
Nem dos meus sonhos, embora a ti pertençam.

Fala, amor meu, o que preciso fazer?
Para não ouvir de ti tais palavras.
Que soam como lâminas cortando minha carne,
Ou talvez pior, pois atinge o mais profundo do meu ser.

Se soubesses, amor meu, o quanto eu te amo,
A intensidade com que te quero ao meu lado,
Nem por um instante pensarias em tais coisas,
Pois saberias que para elas não há espaço.

Acorda, meu amor, abre teus olhos!
Sou tua, e não deves mais temer... 

Akasha De Lioncourt
Enviado por Akasha De Lioncourt em 05/04/2006
Reeditado em 05/07/2009
Código do texto: T133945
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Akasha De Lioncourt
São Paulo - São Paulo - Brasil, 45 anos
706 textos (1034999 leituras)
72 áudios (109735 audições)
30 e-livros (56853 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:24)
Akasha De Lioncourt

Site do Escritor