Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu Primeiro Amor

Quando aquela flor azul
Aquela flor tão linda que sabe Deus de onde venho
Surgiu na minha frente
Assim,
De repente
No jardim esquecido na velha casa dos meus pais
Lembrei-me dos seus olhos azuis
Dos seus lindos olhos azuis e de como éramos felizes
Quando ainda jovens sonhávamos naquele jardim...

Lembra Isabela?
Das rosas vermelhas
Das orquídeas e dos girassóis que contornavam todo o jardim
Que você dizia que eram como grades trancafiando para sempre o nosso amor em nós...;
Mas não, não era verdade Isabela
No fundo sabíamos o quanto era frágil aquele muro de flores
E nada como o tempo para fazer entender que a vida vai muito alem das ramagens...;
Envelhecemos e é bobagem negar os anos pois que ate as flores artificiais envelhecem..., e eu minha querida Isabela, hoje nesse jardim de saudades
Sinto cada beijo, cada abraço, cada sonho que tivemos um dia, sem nenhuma magoa... sem nenhum ressentimento.

E se eu pudesse voltar no tempo
Se pudesse devolver a vida a este jardim
Ah! Isabela
Eu só o faria se pudesse ti ter novamente comigo
Pois agora eu sei que esse jardim só existiu para que pudéssemos encenar o nosso primeiro e mais puro amor...
ULISSES de ABREU
Enviado por ULISSES de ABREU em 05/04/2006
Reeditado em 23/10/2007
Código do texto: T134436

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite nome do autor e endereço para o site). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ULISSES de ABREU
Viçosa - Minas Gerais - Brasil
608 textos (207332 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:25)
ULISSES de ABREU