Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEMPRE HOJE

Não sei o motivo de viver

Neste sempre hoje, hoje sempre sofrendo

Por um amor que passou que foi,

Por um olhar que dizia tantas coisas,

Por um hoje de ontem sempre ornamentado

Com pétalas de rosas

E que a poeira do passado

Não mais me deixa ver.

 

Não posso conceber esta prisão,

Estas lágrimas constantes sem explicação

Viver na solidão se o hoje de outrora

Havia tanta ventura.

Ah! Essa vontade de te ver todos os dias

Como agora, como sempre,

Enquanto houver um dia chamado hoje.

 

Lembra quando o sol brilhava no passado

em nosso hoje, quantas vezes mãos entrelaçadas

lábios colados, ânsias, corações pulsando

no desejo frenético de saírem de suas órbitas,

tempo de falar de estrelas

e tanto projetos que fizemos?

 

Dois seres no mundo como crianças,

Ora sorrindo, ora correndo, ora se olhando

Ou ora como irracionais

 quase sempre como se estivessem no cio

em todos os hojes de todas as horas.

 

Como vivo coisas de ontem no hoje de agora,

E no final como é que meu coração chora,

Como dói a saudade de você

Como sinto tua falta quando resolveu ir embora,

Quando soterrando a felicidade

Deixou do lado de lá nossas venturas

Como as marcas das cicatrizes

que trago em minha alma

Na eternidade deste sempre hoje....



 







 
Wil
Enviado por Wil em 06/04/2006
Código do texto: T134928
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2623 textos (84614 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:41)
Wil