Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Barco vida


 
 
Um barco e um sopro tecendo as velas que derretem espumas,
desenhando em ceras os sentidos que trago em mim,
ecos de uma existência naufragada, calando vozes que sempre ouvi
pelos labirintos que percorri sem jamais encontrar o fim.
 

  Cruzo meu sul norteando meus passos pelas asas do vento,
toca meu corpo o beijo do tempo perdido em espaços vazios
onde em lampejos de sobriedade vejo no todo que sempre fui,
resquício da saudade maquia a face espelhada no leito de um rio.

 
Sou como um porto, uma ilha ancorada nas rochas que construí,
um caminho, o atalho mudo de uma vida que não descobri,
um sonho lúcido vestindo de ilusões as realidades que acreditei,
assim como serenas, verdades que um dia insana vivi.

 
Transpasso a porta descobrindo o mundo que desenhei em crepom,
com mãos de aprendiz, fui feliz nessa oficina onde em vida me formei,
entre o sim e o não recrio minha noite sob novo tom,
uma alma sem destino pisando a terra onde em verdade me lancei.
 
 
Um barco preso em mares por nostálgicos naufrágios...
Sou o passado nos sonhos onde habitei, uma realidade despida,
uma sombra vestindo a vida, uma gota apenas
nesse imenso oceano chamado vida.

 


02/03/2006


Aisha
Enviado por Aisha em 07/04/2006
Código do texto: T135237
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aisha
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 50 anos
791 textos (35173 leituras)
1 e-livros (57 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:38)
Aisha