Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Tempo de Amar



É tempo de ouvir o canto
Na voz nua da musa,
A musa de feérico efeito
Que a um estilo recusa

A musa da luz divina
Que mais encanta que tece
A moderna teia que ensina
E ao mesmo tempo empobrece

Não vale
A escola que mutila
E deixa o poeta perverso
Criar a antilira!
Criar o antiverso!

Não vale a flor sem cheiro
Fabricado no suor da labuta
Vale a que um sem dinheiro
Num improviso amputa.

Vale simplesmente o amor
Tal e como concebido
O coração de uma certa flor
Na seta de um tal cupido.

ULISSES de ABREU
Enviado por ULISSES de ABREU em 09/04/2006
Reeditado em 18/10/2011
Código do texto: T136340

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite nome do autor e endereço para o site). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ULISSES de ABREU
Viçosa - Minas Gerais - Brasil
608 textos (207325 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:44)
ULISSES de ABREU