Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0654 - Amor e destino




Hoje vou sair sem destino e te amar,
buscar minha vida, tudo meu depende desta paixão,
quero ouvir ''te amo'' nas palavras que diz quando sonha,
as ruas do seu corpo abertas ao meu livre trânsito.

 

Hoje quero seguir sem compromisso, sem pressa,
tentarei fazer que seus pés pisem no rastro do meu destino,
em um andar lento quando a ansiedade nos perturbar,
mesmo quando estamos longe sob o olhar morno da solidão.


Volto meus pensamentos em qualquer direção, é você,
giro suave seu corpo no meio da noite para falar de amor,
quando amanhece, volta e busca seu beijo antes do bom-dia,
lambe os lábios e sai enrolada a um lençol manchado.



Posso não ter asas brilhantes ante a luz da lua,
fecha os olhos, vai sentir o amor caminhando no seu corpo,
a pele queimando com meus desejos mais loucos,
o coração sem dores, sem falsas promessas, sem magoas de amor.



Voltarei todas as noites, quantas queira,
quero um propósito para amar e um sem propósito para sonhar,
me diz de seus dias quando for noite, das noites quando partir,
nas manhãs, nas horas que os carinhos adormecerem.



Dê sentido ao que lhe ofereço neste meu pedaço que restou,
descubra o caminho da felicidade que tanto sonhamos,
espero o tempo que precisar, sem medo, sem pedir mais,
deixo o seu desejo falar por nós e a paixão pelo amor que te tenho.



Somos o mundo que os sem destinos criaram,
as verdades escondidas atrás dos beijos falsos, dos carinhos frios,
busco em você a paixão, o respeito, o caminho,
quero seus atalhos de amor para este amor puro que ofereço.



11/04/2006
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 11/04/2006
Código do texto: T137399
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116251 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:27)
Caio Lucas