Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEM ESPAÇO

Te vejo nas estrelas que hoje respingam
no céu e no belo luar que coloca sombras
em mim, fazendo-me lembrar a palavra
tão temida pelos enamorados: distância!

Te ouço no suave marulhar e numa linda
canção que vem de longe como um triste
lamento, quando tento imaginar teu sorriso,
sentindo alegre brisa meu rosto acariciando.

Te vejo na solidão de meu amanhecer quando
abro a minha janela para o canto dos pardais.
Te sinto em mim quando pela manhã, o sol 
esquenta minha pele ao fazer uma caminhada.

Te vejo nas nuvens quando na piscina boiando
imaginando meu belo castelo, onde te espero,
antecipando a tua chegada montado em lindo
e imponente cavalo como nos contos de fadas.

Te vejo nas estrelas, no luar e no mar... te ouço
na canção, te sinto na brisa e no vento, apenas
não te sinto ao meu lado! Nesta paixão proibida
vejo tristemente que espaço para ti agora não há!


©Verluci Almeida 
  11-04-2006



.
Verluci Almeida
Enviado por Verluci Almeida em 11/04/2006
Reeditado em 22/05/2010
Código do texto: T137610
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Verluci Almeida
Batatais - São Paulo - Brasil
125 textos (15078 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:25)
Verluci Almeida