Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema Inacabado

Vens, lentamente
estalas os dedos e some
vou correndo, espero
fico e não te vejo

Voltas mansamente
sussurras desculpas
 Acredito

Não vais
eu  espero

Voltas numa volúpia
que entorpe e surpreende

E, novamente
foges sem deixar rastros



JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES
Enviado por JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES em 12/04/2006
Código do texto: T137826
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES
Eldorado do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil, 54 anos
216 textos (80543 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:31)
JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES