Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amores Inacabados

Um homem já muito velho,
Todo dia à tarde ia ver o mar,
Ficava por lá, num rochedo
E punha-se a sonhar.

Pegava tinta, pena, papel
E em silêncio escrevia
Umas cartas que, terminadas,
Logo as lançava ao mar.

E do mar, devagar, água e sal
A carta pegavam, partiam.
O velho olhava aquilo tudo,
Sangrar seu peito ele sentia.

O que ficou por falar?
A quem mais não soube amar?
Ele pensando ia escrevendo
Para deixar no mar o peso
De amores que foi perdendo,
Que na vida foi perdendo...
Sebastião Alves da Silva
Enviado por Sebastião Alves da Silva em 14/04/2006
Reeditado em 16/04/2006
Código do texto: T138831
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sebastião Alves da Silva
Imperatriz - Maranhão - Brasil
687 textos (27269 leituras)
2 áudios (87 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:24)
Sebastião Alves da Silva