Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quem entende o amor

Quando a vida me fez, deu-me de presente
o mundo com trepadeiras do céu crescendo
para baixo, cheiro de seiva o ar perfumando
e disse  da colheita final seria eu a semente!

Tantos amores eu tive e tantos me tiveram,
abençoadas as pegadas de fé que nasceram
neste chão, onde o céu floresceu esperanças
para nos ensinar o amor feito doces crianças!

Uns vão outros ficam, estão no mesmo lugar
quem fica caminhos pequenos deixou atrás
e quem vai sai à procura d’outro lar de paz,
numa ciranda, caminhamos unidos ao mar!

Posso eu entender como a chuva floresce amor
e todo roseiral chove perfumes embriagadores,
nuvens e o ventos velozes são antigos amores,
exultante, invado cabeleiras do céu com ardor!

E por amar a vida tão loucamente e tão amiúde
e não querer  partidas com gosto de despedidas,
prefiro viajar  feito dia  e noite, onde a saudade
de um revive o outro em paz, amor e  realidade!

D’um poço de trevas a luz resgata amor perdido,
porventura desvanecido a perder de vista do sol,
abraça-o com tal ternura que lhe doa um mundo
de todas as quimeras do Pai nosso -  eterno farol!

Santos-SP-14/2006
Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 14/04/2006
Código do texto: T139132
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23416 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:36)
Inês Marucci