Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Longa distância

Os meus braços, sem ti,
Choram suavemente;
Os  meus olhos, eu senti,
Te abraçam na triste mente...

Um minuto antes
Eu te odeio de olhar somente;
Um minuto depois te faço di-amantes:
Eu te amo um amor que desejo vá em frente;
No minuto do meio, de sonhos já distantes,
Eu te vejo sem saber, sem ter, sou descrente.

Tua beleza não é tão clara,
Nem tua probidade te faz fama;
Teu jeito é de quem nunca antes amara:
O meu, então, é de quem te odeia e gama;
Embora olvido se faz exigência cara,
Meu amor é de “Vinícius”, “posto que é chama”!

E te abraçam na triste mente
Os meus olhos, eu senti.
E choram suavemente
Os meus braços, sem ti...
Elias Araujo
Enviado por Elias Araujo em 14/04/2006
Reeditado em 14/04/2006
Código do texto: T139152
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Elias Araujo
Américo Brasiliense - São Paulo - Brasil, 46 anos
29 textos (1213 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:06)
Elias Araujo