Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fragmentos de Ilusão

                                                   
                                             
Prisioneira dos sentidos,
olho pela janela lá fora.
Vejo o sol a iluminar o horizonte,
mas minha alma está vazia,
do sonhar, do existir, do ser.
Tudo perdeu o sentido,
no momento em que te perdi pra sempre.
Meu coração chora de saudades.
Minha ilusão fragmentada
vaga dispersa pelo mar do desencanto.
Me deixei enganar pelos cinco sentidos,
ouvi a vóz da emoção e não a da razão
Despertada deste devaneio cruel,
só me resta olhar o farol e imaginar
que a ilusão seja uma fiel companheira
a povoar nossos dias e noites
de mil esperanças passageiras.
Abro a janela, debruço e choro
as  lágrimas da ilusão perdida.
 
Santos, SP
15/04/06
08:51 hs.
Guida Linhares
Enviado por Guida Linhares em 15/04/2006
Código do texto: T139689
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Guida Linhares
Santos - São Paulo - Brasil, 70 anos
1939 textos (158340 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:12)
Guida Linhares

Site do Escritor