Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fragmentos para uma flor 


Começo aqui e remeço a ti
Meu coração em mil páginas.
Meu amor pétalas líquidas
Raios de sol vinho e palavras...

l

Folhas secas vento rugas tempo
Águas que beberei gerações de cima
Facas lanças pedras ressentimentos
Doce é o beijo da flor menina.

ll

Logo invadem o azul do mar
As luzes que nos meus olhos já não cabem.
E não demora vazo-me e que importa
Das minhas veias a alma morta.


lll

Aquele sol esticado ali
Como um lençol em nossa cama
Aquela flor sorrindo assim...
Como um anjo que te ama.

lV

No meio de um mar à beira de um rio
Naquela rua, subindo um pouco, talvez ali!
Como se inalasse a relva inteira
A tua voz tocando em mim...

V

Nesta manhã banhada em mar azul
Onde um poeta se entrega sem rancor
E talvez me faça o que não fez
A velha vida a seu favor...

Quando eu crescer adiando as lágrimas
Amor não me deixe ser assim
Me faça um rasgo por entre as pálpebras
Liberte o rio que há em mim.

Vl

Vontade amor de te colher!
Meu vento leve em tuas pétalas
Te levar comigo aquela praia
Te dar as mãos ser teu poeta.

ULISSES de ABREU
Enviado por ULISSES de ABREU em 16/04/2006
Reeditado em 27/10/2007
Código do texto: T140082

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite nome do autor e endereço para o site). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ULISSES de ABREU
Viçosa - Minas Gerais - Brasil
608 textos (207331 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:14)
ULISSES de ABREU