Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0661 - Minha solidão desta noite




Poderia jurar para alguns deuses,
plantar meus sonhos em qualquer rua,
secar meus olhos das tuas lágrimas,
viajar antes de anoitecer
para que a lua não me veja triste.


Preciso d'outra mão, d'outro carinho,
da realidade mais suave,
alguns gritos de êxtases,
de uma música que me faça sonhar,
um destino qualquer, com amor... com amor.


Quero a boca cheia de beijos e não palavras,
a língua molhada de outra saliva,
a pele com cheiro de flor de laranjeira,
as mãos suadas da amante tocando forte,
como se fosse teu, me sugando com paixão.


Mais uma vez cai o sol e vem a lua,
motivos, momentos, lembranças voltam o tempo,
desvio os pensamentos para minha nudez da noite,
fecho meus olhos e a vejo perto, toco teu rosto,
necessito sonhar, até que volte, até que te encontre.


14/04/2006


Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 17/04/2006
Código do texto: T140442
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116248 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 19:48)
Caio Lucas