Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rendição Celestial

Na beleza do céu eu vejo
dois corações em forma de nuvem
O meu e o teu enlaçados
E pintados de azul celeste

O Universo gira suavemente
E a ilusão toma novos contornos
E o que outrora parecia um abraço
É agora uma sobreposição, um encaixe

Na vastidão da planicie eu recordo
O calor doce do teu corpo macio
E ao tocar na terra quente
Sinto o cheiro intenso da Vida

A vida que pulsa dentro do meu coração
Existência repleta de estrelas e constelações
De anjos e demónios puros e incendiários
Que governam e desgovernam os meus sonhos

Dói aqui em Mim e doí aí em Ti
Não sei se na mesma direcção ou em sentidos opostos
Se tem a mesma energia extasiada e rendida
Ou se bate ao compasso do mesmo sentimento

Eu na ignorância absurda do que sentes
E tu com o desconhecimento absoluto do que sinto
Vivewmos lado a lado mas distantes
Sonhando com um futuro que nos aproxime

Numa vida de encontros e desencontros
De caminhos que parecem labirintos
Duas almas perdidas se encantam
E vivem enternecidas para o resto da Vida
Sonya
Enviado por Sonya em 17/04/2006
Reeditado em 03/07/2006
Código do texto: T140562
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sonya
Portugal, 34 anos
170 textos (17294 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:25)
Sonya