Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Você



Sobre uma torre de gracioso porte
A noite  escoa  em  gentis  madeixas;
Tulipas  negras de perfeito corte
Bailam, alheias, às sentidas queixas.

Daquele corpo,  à cor rubi tonado,
Nem que me esforce, esquecerei jamais;
Se olho a flor, lembro o fruto sazonado
E me desdobro em profusos ais.

Ante teus pés eu me quedei cativo
E desde então,  me libertar   não  quis;
Embora   prisioneiro,  sou feliz.

Partilhas  o  mesmo  teto em que vivo;
-Que ironia! – hoje,  vens dizer-me:  “meu bem,
Ao  te  fazer preso,  me  prendi  também”.
José Fernandes
Enviado por José Fernandes em 18/04/2006
Código do texto: T141233
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Fernandes
Valença - Rio de Janeiro - Brasil
65 textos (4487 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:19)