Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PAI

Desçamos à soberana,
profanada aos tempos glaciais.

Ofusquemos,
sem sucessos.
Ao contrário do sucesso.
Agindo ternamente,
um SIM a todos.

Desçamos à soberana,
agora,
calvário ascendente
da cova ETERNIDADE:
cruel aos ancestrais.

Pai,
quanta falta
você faz!
RODRIGO PINTO
Enviado por RODRIGO PINTO em 23/04/2006
Reeditado em 27/08/2006
Código do texto: T143707
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
RODRIGO PINTO
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 99 anos
318 textos (19258 leituras)
2 e-livros (909 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/04/17 08:36)
RODRIGO PINTO