Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Respeitando o Exilado...

Palavras soltas lançadas do meu exilio para o Teu, no tanto que nos junta, na distância que tanto nos afasta, no meu coração que tanto te AMA...

Durante meses alimentamos os nossos dias de mensagens
Doces e carinhosas, amargas e crueis
Mas ainda assim sempre constantes na nossa vida
Como única forma de sentir a nossa existência

Mas ontem não...

O silêncio desconfortável e frio instalou-se
Não quis incomodar e preferi calar-me
Senti falta e lembrei-me de Ti em todos os momentos
Mas preferi condensar tudo nos poemas

Naqueles que escrevo para Ti
Nos quais desnudo os meus sentimentos
Tentando revelar o meu Amor
Talvez de forma inglória

Não disseste bom dia ou boa noite
Nos km's que nos afastam sobrou apenas o vazio
Preocupei-me se estarias bem
Mas preferi acreditar que sim

Hoje...

Ao acordar pensei em comunicar
Mas recuei, pensei no teu exilio
E achei que talvez a minha ausência
Acalmasse o teu coração

Então ausente eu escrevo para Ti
O que não digo mas sabes que sinto
Esperando que um dia sintas também
E venhas dizer-me ao ouvido

Gosto muito de Ti
Sonya
Enviado por Sonya em 24/04/2006
Reeditado em 03/07/2006
Código do texto: T144335
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sonya
Portugal, 35 anos
170 textos (17297 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:07)
Sonya