Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dançar ao som

Cala-te, o amor arde entre os lábios,
e o amor contempla, sempre
o amor procura, toca no escuro,
esse seio é teu?, E essas mãos são suas?
Esse corpo aqui é teu!
Escalo por ti de debaixo pra cima,
respiro á tua boca o teu suor,
a alma esquenta as línguas,
agora se me pedisses, ___dorme,
nunca o faria, nunca.
Cada minuto é eterno.
Não sei o que é mais gostoso
se é a expectativa e ou a ansiedade
da pré-véspera do amor,
O colorido e o abandono
são distintos e estão juntos
no momento cósmico do gozo
e os espasmos de prazer
no repouso de nossos braços.

Quero massagear o teu corpo,
Teu coração, tua vida,
como se te prestasse
um tributo de paixão eterna.
Algo que se foi a muito tempo
E você nem sabe pra onde.

Mas eterno só a alma.
E o que tem que ficar mesmo
é a atitude das minhas mãos,
de meu ser, de minha direção
que percorrem todos os caminhos
de teu corpo e alma.

E deles extrair a chama da combustão.
E cheirá-la por inteiro, me traz tua alma fêmea.
Beijá-la com furor, com meus lábios
Solver o suor de teu corpo

Quero, então, corpos unidos,
não separados pelas opções
que terminam em frustrações
Mas dançar ao som de teus gemidos e sussurros
A dança eterna e alucinante do amor.

Brasília 21/03/06 - Guto
Guto
Enviado por Guto em 24/04/2006
Reeditado em 09/08/2006
Código do texto: T144588
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Guto
Guara I - Distrito Federal - Brasil, 42 anos
23 textos (1151 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:06)
Guto