Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0670 - Amor com você




Clímax, desejo, neblina embaçando a janela,
quero os horizontes abertos como naquela manhã,
não quero seus beijos sem falar de amor,
deixa o  sono agora, vem até o meio da cama,
role sobre meu corpo, provoca um pouco de longe.


Deixo que os minuto passem sem eu perceber,
fico contigo, não desisto de nada que amo,
pode respirar bem profundo, fico hoje,
guardei nos seus olhos desejos para brilharem a noite,
quero outra vez, não quero tentar, tenho certeza.


Dá suas mãos, deita sua cabeça no meu ombro,
quero todos os sonhos loucos,
minha liberdade é estar preso na sua paixão,
é meu presente, o dia, a noite e as manhãs,
dizer o tamanho do amor, não consigo, é grande demais.


Misturei todas as formulas de amar que aprendi,
nada não é nem sombra do que vivemos,
pede carinho com palavras sussurradas no ouvido,
tento ensaiar o que dizer no próximo encontro,
não consigo imaginar, quando te vejo, sei que é amor.


Guardei outros desejos, um céu e um pedaço de terra,
separei um pouco de frio para depois te aquecer,
pintei a rua que passamos, ninguém sabe,
as nuvens são cúmplices das lágrimas d'outro dia,
o horizonte dourado veio depois de me prender a você.


Vem para viagem mais longa da sua vida,
tentarei lhe explicar o que este sentimento faz,
não precisa dizer nada, vem e me beija,
não quero liberdade sem desejo, prazer sem você.
volta as vezes, para e quando sentir falta do carinho.

24/04/2006
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 25/04/2006
Código do texto: T144907
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116253 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:32)
Caio Lucas