Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mascarado

Mascarado, mostre o rosto, deixa eu ver os olhos teus,
Limpe a face, peito aberto, sem mistério e ocultação,
Olha meus olhos, leia minh'alma, é tão fácil conseguir,
Sou espelho e só reflito o amor que sinto por ti.

Mascarado, mostre a alma, deixa eu ler teu coração,
Dá-me tudo, não te escondas, quero ver o teu perdão.
Se sou tua, a ti pertenço, não precisas me poupar,
Quero ter toda a certeza de que queres amar.

Mascarado de olhos tristes, quem te colocou assim?
Quem feriu teus sentimentos, enrijeceu teu coração?
Não permitas, mascarado, que o passado nos condene,
Pois eu renasci das cinzas, será que me compreende?

Mascarado, mostre os olhos, deixa a alegria entrar,
Abras as portas e janelas,
Deixe o sol te iluminar.
Saia da sombra, da tristeza, o amor vem te buscar.

Mascarado, abre os olhos, dê as mãos para esse amor,
Passeemos de mãos dadas, pelos jardins da paixão.
Deixa o arco-íris no ceu, colorir teu coração,
Minha vida, minha alma, só conhecem esse refrão...

(04/09/2006)

Akasha De Lioncourt
Enviado por Akasha De Lioncourt em 27/04/2006
Reeditado em 27/07/2006
Código do texto: T146001
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Akasha De Lioncourt
São Paulo - São Paulo - Brasil, 45 anos
706 textos (1034751 leituras)
72 áudios (109732 audições)
30 e-livros (56832 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 16:54)
Akasha De Lioncourt

Site do Escritor