Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DOÍDO

DOÍDO

Um dia me dei conta,
Sonhava com você.
Tantos foram os dias que passaram,
Mas ainda hoje percebo,
Sonho contigo.
Quantos momentos de tristeza
eu passei em fantasia.
Longe de você não sou feliz,
talvez porque não tenho,
eu te quero tanto!
Suponho, jamais amei alguém realmente,
a par de nada se comparar
a esse sentimento
que eu trago aqui dentro.
É alguma coisa assim,
doída, sofrida, triste,
alimentada pela incerteza, ou
pela certeza de que a boca disse não
quando o coração dizia sim.
Vou vivendo guardando lembranças
dos momentos de carinho
que ousou me conceder.
Mario Rezende
Enviado por Mario Rezende em 28/04/2006
Código do texto: T146702

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Mario Rebelo de Rezende). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mario Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
689 textos (50923 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:28)
Mario Rezende