Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Memorial


elisasantos

As ondas  do  teu olhar me  batiam fortes
Sol  impiedoso , sombra providencial ,
Corpos sensíveis
Nenhuma  palavra..Olhares de urgência,
Teu olhar ... meu  desconserto

Conduzida minha mão até os saltos do teu coração
Momento não apenas mágico... Pintura em minha memória
Nas primeiras sensações , o encantamento
Consegui, alcançá-lo sem nenhum pensamento
Um conceito  findo...  o tempo? Inexistente.

A grandeza  daqueles instantes breves, foge-me
 Nem todas as palavras, de todas as línguas da terra,
 Traduzem-no, o encantamento ou intensidade
As expressões, indizíveis
 Numa escalada... desconhecimento e revelação
 
Instintos  primitivos, solitário e suficiente guia
Os últimos abalos  mais devastadores
Sem conceitos ou consciência
Só sentidos...  fervilhantes todo o tempo
 
Graças à persistência deles, tantos anos depois,
Teimo reconstitui-los em pensamentos
 Momentos raros, sentidos mais ágeis do que a razão

Não sei dele, nem, ao certo, de suas sensações,
Mas nunca vivi tão intensamente como ali
 
A saudade ...essas lembranças  não doem
Mais do que qualquer   ação  presente
Aproximam-me muito mais da vida.
 
elisasantos
 
elisasantos
Enviado por elisasantos em 28/04/2006
Código do texto: T146815
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
elisasantos
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
430 textos (24473 leituras)
1 áudios (91 audições)
4 e-livros (163 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:51)
elisasantos