Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ironia


Quando Deus me concedia  ver  a  luz
Radiosa  do sol  a  iluminar a  vida,
Por capricho,  ao meu amor  impus:
Não me venhas  ver!   Quero  estar  só!
Só bem  à noite,  posso  receber-te.

Não sabia  que a mão  sinistra,
Que tece  a  teia  que  nos  faz  sofrer,
Prepara  a  venda,  e  o  glaucoma  cobre
O  brilho  do  olhar  que  não queria  ver!

Hoje,  agradeço a Deus por   ter    ouvidos.
Quero  ouvir  tudo  que  meu  amor  me  diz.
Coisas  que antes  me seriam   enfadonhas
Mas,  que ora   ouço  e me  faz   feliz.

Quem  me  dera  pudesse ver  a  alegria
Em  seus olhos,  quando guiando-me  pelo   braço  diz:
Que belo dia!    Venha  ouvir   os  passarinhos;
Eles têm   muito  a  nos  dizer.
José Fernandes
Enviado por José Fernandes em 28/04/2006
Código do texto: T146958
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Fernandes
Valença - Rio de Janeiro - Brasil
65 textos (4487 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:30)