Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ALMA SOLITÁRIA

Agora é sério,
é pra valer,
vou parar de reclamar
e porque não parar de chorar?

Não desejo que
minhas lágrimas
sejam
motivo de compaixão.

Não quero mais acenar,
com um lenço branco
agitando no espaço vazio
 para ser visto,
como que dizendo,
estou aqui sufocado
por esta pena capital

Se houver partidas,
não quero que
ninguém olhe para trás,
os olhos apenas se cruzam,
eles já nada mais dizem e
acabam desaparecendo
na próxima curva,
deixando somente saudades.


Quero ser eu,
com o que tenho para dar,
com meus sonhos sem fantasias,
e se alguém se achegar
será por amor,desejoso para desvelar.

Não desejo deixar de
contemplar o infinito,
afinal, é ali que minha
alma habita, assim
como todas as
estrelas solitárias,
e tudo o que foi esquecido pela vida...









 





 
   
 








































Wil
Enviado por Wil em 03/05/2006
Código do texto: T149531
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2613 textos (84527 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:18)
Wil