Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEPRIMIDAS LEMBRANÇAS

Ao passar,
deixaste cair no caminho,
o teu charme
de mulher  faceira,
e dele me enamorei...

Aprisionei em mim os
mínimos detalhes,
do sorriso cativante
ao olhar matreiro,
como os movimentos
quase imperceptíveis e marotos.

E assim, embarquei embriagado
sem bússola, ao sabor do destino,
apenas viajei em teus braços,
devaneei em teu regaço...

Conheci outros mundos
até então desconhecidos,
com sublimidade saboreei
os teus encantos...

Agora chego ao fim das andanças,
não sei se continuo os meus sonhos
ou se abro os olhos.
Mas, para quê,
 ver e sentir
o quê,
se não lacunas e deprimidas lembranças?







Wil
Enviado por Wil em 03/05/2006
Código do texto: T149533
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2623 textos (84618 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:02)
Wil