Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fina espada

Queria muito falar, Senhora,
Mas não sei o que acontece,
Vejo muitas vidas, alegrias,
Porém, tudo só me entristece

Eu vejo você e ensaio uma fala,
Mas o lábio lasso não se mexe
Tento, senhora, quero abraçá-la,
Mas minha vontade não obedece

Então eu fico apenas olhando
E sinto que o espírito estremece,
Queria sentir alguma alegria
Mas essa coisa me entristece

Sou inutilizado, senhora, sim...
E eu tenho aqui muito acalento
E são todos perdidos em mim
Na fugacidade desse momento

E eu queria ser de outro modo,
Poder ser eu verdadeiramente,
E dizer o que veramente sinto,
Livrar-me das grossas correntes

Perceber e ir além dessa visão,
Sair desse invólucro existencial,
E falar coisas bem mais simples,
E não experimentar desse mal...

........................................

E assim, senhora, eu vou indo,
Sem entender muito de nada,
Existindo... enquanto acaricio,
No coração, uma fina espada...
Sebastião Alves da Silva
Enviado por Sebastião Alves da Silva em 03/05/2006
Reeditado em 06/05/2006
Código do texto: T149673
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sebastião Alves da Silva
Imperatriz - Maranhão - Brasil
687 textos (27269 leituras)
2 áudios (87 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:10)
Sebastião Alves da Silva