Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NÃO ESTOU NADA BEM!

São nessas situações
que podemos medir direito
a quantidade de amor 
que temos no peito.
Parece que a sensação
de se perder um grande amor
faz crescer esse sentimento
e fica nesse momento
a certeza de um amor
maior do mundo
amor tão grande
que não cabe no peito
ainda que nele
se tenha  um coração  doído
pela pressão  que esse amor provoca.
Hoje meu peito está doendo
arde na chama, não da dúvida
da desconfiança, mas sim
pela insistência talvez, de quem
já se foi e não deveria ter voltado.
Hoje eu não estou nada bem!
Disfarço alguns sorrisos
promovo brincadeiras
sem sentido, pra ver se consigo
esconder a minha angustia.
Sei que meu dia hoje
vai ser difícil  mas 
tenho de enfrenta-lo de frente
como enfrentei tudo em minha vida
de cabeça sempre erguida
resta-me esperar que, o nosso amor
mais uma vez posto em prova
possa se quer, sair arranhado
porque não se deve machucar
o sentimento da amada ou
como nesse caso
do amado!
paulo cesar coelho
Enviado por paulo cesar coelho em 04/05/2006
Reeditado em 04/05/2006
Código do texto: T150069

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
paulo cesar coelho
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
2589 textos (470778 leituras)
57 áudios (6064 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:13)
paulo cesar coelho

Site do Escritor