Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ARREPENDIDO



POSSO TER TE LEVADO NA BRINCADEIRA,
PODE ATÉ ME APUNHALAR: - EU MEREÇO !
PODE SER QUE TENHA FEITO UMA BESTEIRA,
MAS BASTA TEU SORRISO E EU ENLOUQUEÇO !

POSSO TER SIDO O CULPADO DA DESUNIÃO
POSSO ATÉ TER SIDO A PESSOA ERRADA !
MAS A PORTA DO AMOR EM MEU CORAÇÃO,
PARA TI ESTARÁ SEMPRE ESCANCARADA...

DEIXA-ME, MEU AMOR, FAZER UM ÚLTIMO PEDIDO,
DEIXA-ME PROVAR O QUANTO ESTOU ARREPENDIDO;
AOS TEUS MAIS PUROS INSTINTOS EU CONCLAMO:
-DEIXA-ME, POR FAVOR, PROVAR QUE AINDA TE AMO !

SE AINDA ASSIM, MINHA QUERIDA, NÃO PUDERES PERDOAR,
ENTENDEREI A TUA DOR, NÃO VOU MAIS TE INCOMODAR;
FAREI DA MINHA VIDA UMA ODE AO LAMENTO !
VIVEREI ATÉ O FIM: EU, A SOLIDÃO E O ARREPENDIMENTO...


Sigmar Montemor
Enviado por Sigmar Montemor em 04/05/2006
Código do texto: T150248
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sigmar Montemor
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil, 52 anos
1762 textos (285461 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:56)
Sigmar Montemor