Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Não Posso

Não posso desistir agora
pois nasci para ser sua
como predestinação dos astros
na busca da harmonia
de um universo imperfeito
dei-lhe meu riso, sonhos, coração
e mordí o pedaço da maçã
mas a mão que estendí
nada encontrou
meu riso secou
e lágrimas escorreram
com sabor de perdição.

Não posso desistir agora
quero amar com intensidade
aprender novamente a dançar
esperarando a lucidez
para junto à loucura
encontrar a paz que busco
desfazendo a dormência
que envolve meu coração
e transformar meu luto
na força que me fará sorrir
quando puder tocá-lo
com mãos de infinito.

Não posso desistir agora
mas sinto a solidão
recolhida em silêncio
sob sombras de dor
que me fazem apagar a luz
puxar a cortina
e sentir que o teatro acabou
Maria Luiza de Monteiro Marinho
Enviado por Maria Luiza de Monteiro Marinho em 04/05/2006
Reeditado em 07/05/2006
Código do texto: T150285

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Luiza de Monteiro Marinho
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
149 textos (4798 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:34)
Maria Luiza de Monteiro Marinho