Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Vingança

De meus olhos fiz janelas
que se abrem à luz intensa
de um amor, meio maldito,
com sabor de traição
Tento baixar as pálpebras
como se fossem cortinas
e não prestar atenção
às pancadas de dor na alma;
mas, quando o vejo sorrir
para outra que não eu
passo, às pressas, o ferrolho
de uma porta imaginária
trancando, bem lá no fundo,
o desejo que ainda resta
de aprisionar sua boca, cobrir seus olhos,
esconder seu peito e ,
assim, só com você,
soborear um corpo que já não é meu
forçando-o, desta vez comigo,
a trair aquela por quem um dia,
você de mim se esqueceu.

Maria Luiza de Monteiro Marinho
Enviado por Maria Luiza de Monteiro Marinho em 05/05/2006
Reeditado em 07/05/2006
Código do texto: T150815

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Luiza de Monteiro Marinho
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
149 textos (4798 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:25)
Maria Luiza de Monteiro Marinho