Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Como dizem... Desencana!?

Consegueria te rever?
Não do mesmo modo
Sim do mesmo jeito
Perversa e má
Como sempre gostou de ser
Porém, todavia, etretanto
Quero, busco e aprecio
Seu jeito dócil de me evitar
Na memória só restou
Um desejo refletido
No espelho do orgulho
E nos texto rebuscados
Que guardei na escrivaninha
Ai ai... Já não me apaixono
Como antigamente.
José Luís de Freitas
Enviado por José Luís de Freitas em 07/05/2006
Reeditado em 07/11/2006
Código do texto: T151831

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Luís de Freitas
Diadema - São Paulo - Brasil, 32 anos
466 textos (177566 leituras)
28 áudios (28233 audições)
1 e-livros (111 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:16)
José Luís de Freitas