Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0681 - Longe




Não sei amanhecer sem você,
uma vez mais, falo de amor,
é muito ruim ficar longe,
meu prazer é me sentir no seu mundo,
ninguém sabe como é amar assim.


Quero lhe dizer dos meus sonhos,
na minha imaginação desenho sua imagem,
para refletir o brilho de todas as estrelas
cada cor que colori o seu retrato
é um pedaço de um arco-íris especial.


Faz o amor que só você sabe,
assim quando um dia deste chegar,
vai se surpreender com tanto querer,
não tenho medo de esperar,
se permitir te amar assim meio louco.


Guardei as sombras lá no porão,
fingi que nasci depois de ontem,
acendi as luzes como se fosse verão,
foi quando pintei meu céu de azul marinho
e você cantou aquela madrugada.


Hoje quero repetir a felicidade,
já não me satisfaz o amor que te dou,
quero gostar, não desesperado pra morrer,
preciso viver cada beijo, todo carinho,
o amor é como o sol, descansa e volta a nascer.


08/05/2006
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 08/05/2006
Código do texto: T152336
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116251 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:22)
Caio Lucas