Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0684 - Depois da janela




A lua ficou deserta quando fechei a porta,
era dia de sonhar quando o sol voltasse,
quero ser seu, não preciso de nada muito belo,
o amor me pertence quando brilho nos seus olhos.


Quero voltar pelo caminho que descobri no seu sexo,
é um mundo que me faz ir além dos mistérios,
é querer, vem buscar onde me deixou,
nos beijos que ainda são seus, na paixão que não esfriou.


Despreza os atalhos fáceis do amor de promessas,
tem um seguro nas minhas mãos que guarda carinho,
no corpo tem o prazer que deixa o seu em brasa,
faz o belo clarear, como se fosse nossa primeira noite.


Quero te apresentar o dia depois que a noite sair da janela,
mostrar-lhe que o sol vem mais quente quando ama,
vem comigo fazer amor depois do café da manhã,
ensina-me o truque que me faz te querer tanto.


Outra vez lá vem a lua rondando depois da janela,
escolha me amar mais uma madrugada,
vem e queira ser minha, como me dei pra você,
depois deixa que o sol vá buscar a lua pra amar.


10/05/2006

Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 10/05/2006
Código do texto: T153745
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116250 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 05:59)
Caio Lucas