Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Palavra lavrada

Mesmo que seja o coração traspassado pela saudade
Dessas que ardem os olhos
E silenciam as palavras
Fazendo-nos frágeis .
 
Na derradeira exactidão
De que teu amor e o meu findou
Por isso digo-te já
A bela aqui se curou do flagelo.

Só quer sombra e água fresca
E viver o que é belo
O que certamente não terias mais para dar
Pois nunca soubestes ao certo o que era amar .

Ainda bem que o tempo a tudo cura
Lança a semente de novos tempos
Ventos que vêem a me alertar
Que dificilmente voltaremos a nos amar


Amor que acaba é página virada
No livro das memórias palavra lavrada
Tomara em todos os corações
Se aplique a sabedoria e amizade
Que é o que pode nos restar na realidade .


Wanda Ayala
Enviado por Wanda Ayala em 10/05/2006
Código do texto: T153758

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Wanda Ayala-www.recantodasletras,.uol.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Wanda Ayala
Portugal
425 textos (36702 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:40)
Wanda Ayala