Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu imortal amor.

Reprimo os meus medos, finjo que sou forte,
mas na verdade estou cansada por esperar
por você que não vem.

Sua presença ainda permanece aqui
em minha mente, no meu coração
calado, mas cheio de amor.
 
As feridas parecem não querer cicatrizar,
a dor da saudade é real.

Como tempo pode apagar
um verdadeiro amor?
 
Tantas vezes você chorou e eu
enxuguei todas as suas lágrimas.

Tantas vezes você gritou e eu o
ajudei a lutar contra todos os seus medos.

Segurei tuas mãos te levantei, fiz tantas vezes
você ver o renascer da esperança, esperança
que quis matar dentro de você.
 
Eu te cativei, você me cativou.
Hoje eu estou perdida, sozinha,
desde quando você me deixou.

Seu rosto me assombra, meus sonhos
que foram agradáveis já não é mais.
 
Sua voz, seus gestos e atitudes me
expulsaram do teu caminho.
Tornei – me insana sem o teu amor.
 
Você foi embora, mas ainda está comigo
na minha solidão, está no tempo,
esta no meu imortal amor.


09/04/2006
SBernardelli
Enviado por SBernardelli em 14/05/2006
Reeditado em 18/01/2011
Código do texto: T156110

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SBernardelli
Caraguatatuba - São Paulo - Brasil
912 textos (290159 leituras)
25 e-livros (11513 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:05)
SBernardelli