Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Como uma milonga

Eu estava tão desprevenida...
Tão distraída... aquele dia...
Ele chegou do nada... lindo!
Sua voz era pura melodia...
 
Chamou-me com jeito pagão,
Com mil carícias no olhar...
Era eu pura emoção, emoção!
Desejo de aquele homem beijar...
 
Estava tão inocente, desavisada,
Uma menina carente, desamparada,
Seu charme invadiu a minha alma...
Tomamos champanhe e mais nada.
 
A noite acabou, chegou a madrugada,
Pensava nele... e me arrepiava...
Quanta magia de mim se apossava!
Só queria ele... ser por ele acariciada...
 
Novo amor em minha porta batia,
Visceral... arrebatador ...forte!...
Para que pensar no futuro?...
Estava lançada a minha sorte...
 
Não pude segurar... foi bailando
Meu coração como uma milonga,
Tantos afagos, sussurros, beijos...
A paixão explodiu sem delongas...
 
E foi tanto querer, tanta entrega...
Tanta fome, tanta sede e desejo...
Envolvendo, arrastando nós dois...
Que a noite corada se vestiu de pejo...
Mary Trujillo
11.05.2006
 
Respeite os direitos autorais
 
Mary Trujillo
Enviado por Mary Trujillo em 15/05/2006
Código do texto: T156674

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mary Trujillo
São Paulo - São Paulo - Brasil
387 textos (25776 leituras)
41 áudios (1840 audições)
8 e-livros (1171 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 18:40)
Mary Trujillo