Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Chora, celeste amigo!

Ontem o céu estava chorando.
Banhei-me em suas lágrimas
E ouvi o vento a cantar suas mágoas.
-Ontem o céu estava em prantos.

Raios se desprendiam do universo
Para, como rojões, distrairem o firmamento.
Nem esse espetáculo afastou sua dor,
Tampouco os trovões o consolaram.

Ontem, apesar de sua grandeza, o céu estava impotente
Pois não podia ajudar um casal de apaixonados
A se entenderem e viverem seu amor.
Observava os desencontros e nada podia fazer...

Não, não eram o sol e a lua a sofrer,
Pois eles têm o eclipse para poderem se beijar.
Éramos eu e tu, minha amada,
Que almas-gêmeas descobrimos não sermos...

Um abismo irrompeu entre nós,
Por pouco não levou nossas almas;
E separados para sempre iremos viver,
Atormentados por um amor
Que nem o céu ajudou a manter.

-Ontem o céu estava vestido em negro de luto...Chorando!
DEMIAN
Enviado por DEMIAN em 15/05/2006
Código do texto: T156805
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DEMIAN
Guarapuava - Paraná - Brasil
38 textos (3502 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:24)
DEMIAN