Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Do vento se fez o tempo
E o tempo se demorou
A brisa embora constante
Perdeu seu tempo...E se afastou
 
Suave era o momento
Farto também de emoção
Triste por tua ausência
Pois vaga é alma à solidão
 
Nas vinhas te dei um cálice
Que nas tuas mãos se quebrou
O veio vermelho do sangue
O meu coração suportou
 
Nas lágrimas vi teu olhar
O brilho nas águas do mar
Se um anjo agora surgisse
Mostrando-te amor sem limites
 
Certamente deixaria
As minhas mãos...Te abraçar
Um beijo na tua face
E pude assim te tocar
O Guardião
Enviado por O Guardião em 17/05/2006
Reeditado em 11/10/2008
Código do texto: T157615
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
O Guardião
São Paulo - São Paulo - Brasil, 51 anos
364 textos (34436 leituras)
13 áudios (2409 audições)
2 e-livros (1988 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 07:51)
O Guardião

Site do Escritor