Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Espera

Esperando-te,grande amor meu, revejo os momentos
Da minha adolescência agora muito longe, quando
Eu ficava, como atualmente, te aguardando nesta praça
Mas sem no entanto ter a certeza se tu virias ou não.

E muitas vezes ficar deste modo, tranqüilo, advertindo-me
Ao longo de centenas de milhares de poemas pensando
Que tu estás como as águas do riacho sempre se renovando
Para alegrar-me todos os dias de nossas vidas.

Logo logo virás, cáustica e loira, linda e maravilhosa a me olhar
Como uma púbere chama pioneira deste nosso imenso amor
Do fogo a se alastrar entre mim e ti para saudar a alegria

E da cama, onde em ti me absolvo, feito um cão sem dono
Tu te levantarás como o presságio de uma velha aventureira
De uma dama negra a vir depois do nosso anoitecer de lua cheia.
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 18/05/2006
Reeditado em 19/05/2006
Código do texto: T158401
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3128 textos (79556 leituras)
2 e-livros (393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:35)
R J Cardoso