Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PONTO DE INTERROGAÇÃO

 
Por que fazer planos?
Por que cometer tantos enganos?
Em que momento me perdi?
E por que isso aconteceu e não senti?
Por que essa necessidade de olhar a mesma lua?
Por que não consigo controlar essa dor tão nua?
Por que você se ausentou?
Por que não mais me procurou?
Por que nada mais sei do seu viver?
E por que não consigo lhe esquecer?
Será que vou ficar sempre nessa indagação?
Terei que andar constantemente na contramão?
Por que será que o meu amor não o traz para mim?
E por que essa incerteza não tem fim?
Quando conseguirei dar uma trégua ao meu coração?
Será que tudo que fiz foi em vão?
Ou será ainda que, por muitas noites,
Esse sentimento vai me dilacerar a alma como um açoite?
Por que será que não tenho força de vontade
Para afugentar de vez essa saudade?
Por que tenho que sofrer tanto?
Por que não consigo cessar meu pranto?
Por que não consigo deixar de olhar o relógio do tempo,
Achando que assim terá fim o meu tormento?
Afinal, será que vou ficar nessa aflição,
Como se minha vida fosse um ponto de interrogação?
 
 
 
13.01.2006
Vitória-ES
Baby
Enviado por Baby em 21/05/2006
Código do texto: T160189
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Baby
Vitória - Espírito Santo - Brasil
587 textos (21960 leituras)
2 e-livros (177 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 08:20)
Baby