Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COISA NENHUMA


Não me atrevo a pedir-lhe um sorriso
Quando sei a verdade que te povoa.
Ou me entrego assim por inteiro
ou me empresto a te reinventar.
Quando as gotas são lágrimas
Dessas que fluem da interrogação,
Seria eu um presente de amor
Bastasse sonhar outra mulher.
Tão simples gritar que te amo
Mesmo sem resposta alguma
dessa dúvida que me consome
Um Amante que nada plantou.
Jose Carlos Cavalcante
Enviado por Jose Carlos Cavalcante em 21/05/2006
Código do texto: T160244
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jose Carlos Cavalcante
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
732 textos (54101 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:56)
Jose Carlos Cavalcante