Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOLITUDE




pérfida é a minha crença
num amor durável e sedutor
ermas, as minhas horas
infinda, a minha dor

incréu, caminha a minha lida
delineada por alfanjes afiadas
pouco a pouco morre-me a vida
e as paixões outrora abrasadas

debalde ausento-me de mim
para fugir aos laços
dos meus cruéis  anseios

se são  meus grilhões
os teus infandos braços
sejam teus, meus devaneios.

João Nery Pestana
Enviado por João Nery Pestana em 22/05/2006
Código do texto: T160791
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Nery Pestana
São Paulo - São Paulo - Brasil
29 textos (1098 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 06:47)
João Nery Pestana