Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CRIAÇÃO

Um dia quis dar forma ao meu amor
Tracei-lhe  um rosto tão mágico !
Uns olhos tão lindos e profundos !
Uma boca de sorrisos raros e portanto tão desejados !
Uma voz que embala, que desperta, que excita , que instiga !

E para que sentisse como era o meu querer
Tal forma não podia deixar de ter
Um coração que batia como o meu
Ainda para  entender o meu querer
tal forma não podia deixar de ter
uma mente desejosa
dos carinhos , dos caminhos , do prazer.

No desejo de torná-lo palpável,
De torná-lo real
De torná-lo realidade
De tê-lo sempre comigo
Eu o matei ....

Não percebi que este amor
Que era só luz
Vivia onde ele era necessário
Iluminando um mundo esquecido
O meu mundo interior

Não percebi que ao dar-lhe um coração
dei-lhe também o mêdo de sofrer
Mêdo que tudo paraliza
Não percebi que ao dar-lhe uma mente
Dei-lhe também a rãzão
Razão que tudo embarga

Ao tirá-lo de mim
nunca mais o vi !
E agora vivo procurando no mundo
Aquilo que só dentro de mim
Eu iria encontrar.

E ele , o meu amor, tão lindo !
Vaga ainda na ilusão
Do amor , da paixão
Até descobrir
Que é ele próprio a se procurar ....
Maria Helena de Melo Rodrigues
Enviado por Maria Helena de Melo Rodrigues em 22/05/2006
Reeditado em 30/05/2006
Código do texto: T160813
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Helena de Melo Rodrigues
Goiânia - Goiás - Brasil, 54 anos
59 textos (2508 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 09:56)