Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EU E VOCÊ, SEMPRE

Hoje acordamos sozinhos
Eu e você, sem nós
Ah, a saudade...
Velha companheira dos nossos dias tão iguais

Voltamos nas lembranças e
Aconchegamo-nos um nos braços do outro
Abafamos os nossos ais
E nos encontramos em pensamentos...

Busco o teu olhar, mendingo de desejos
Mas já não o encontro mais...
A noite foi só de vazio, dor e solidão
Pura solidão!

Eu e você...eu aqui e você aí
A saudade corroendo o nosso ser, feito a ferrugem
Ai, dor tão grande é relembrar o teu semblante
Ora tranqüilo, ora tristonho mas, tão sedutor...sempre!

Você...forte, frágil, sensível, tão amante de mim
Eu...carente de ti, apenas isso!
A tua ausência amanheceu comigo
E a minha saudade acordou contigo

Sinto o correr das lágrimas em meu rosto
Mas, já não sinto a tua mão a enxugá-las
Para guardar em tua boca o gosto delas

A tua lágrima, salgada e quente
Ainda está aqui em minha língua
A saciar esse desejo louco e incontido

O dia corre à léguas e eu o vejo passar, chorando
Do céu, cai a chuva como se estivesse a chorar conosco
E aonde ficastes aí, a minha dor abraçou-se contigo
Enquanto aqui, aonde estou agora, o teu amor permanece comigo
Partidos e unidos, igual a nossa medalhinha da cara-metade
Oh meu Deus, que pena...
Laura Limeira
Enviado por Laura Limeira em 22/05/2006
Reeditado em 22/05/2006
Código do texto: T160939
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Laura Limeira
Recife - Pernambuco - Brasil
62 textos (3169 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 08:19)
Laura Limeira