Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0699 - Perdido



Atrapalhei-me com as palavras quando não a encontrei,
não me deixa parar de sonhar, não quero me esquecer,
sinto estar perto, preciso continuar, tentar a felicidade,
não vou desistir e mudar quando estou a caminho,
faltam poucos dias, poucas horas, falta pouco pra vida.
 

Quero respirar livre no espaço da liberdade que anseio,
dou um passo à frente sempre que estamos juntos,
não a encontrei, abri a porta e não estava,
deixei meus pensamentos colados do lado de fora,
desliguei meu sonho até que volte e me fale de amor.


Abro a lua, ligo o sol, alugo as estrelas, tudo para que fique,
não marquei hora para ser feliz, como saber se ainda me quer?
Tenho um caminho e um desejo, falta a mulher, falta você,
vamos respirar o ar do mesmo quarto, beber no mesmo copo,
perder o controle fazendo amor, mesmo que não seja noite.

 
Sua falta faz doer, meu peito fica vazio, as mãos, não sei,
quero uma mensagem de amor, um bilhete qualquer,
preciso  beijar o céu da sua boca, borrar o batom,
segurar seu corpo bem junto para que não escape
e, quando for madrugada, acorda-la e dizer que te amo.


23/05/2006
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 23/05/2006
Reeditado em 23/05/2006
Código do texto: T161448
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116252 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 17:01)
Caio Lucas